Infoeducação e Transexualidades – Livro

Infoeducação e Transexualidades
Melissa Maria da Silva

A infoeducação surgiu como uma maneira de interpretar o mundo, compartilhar conhecimento e trazer autonomia para quem aprende com um infoeducador. A infoeducação pode ser “usada” em todos os tipo de ambientes educacionais e sociais, pois o infoeducador sempre ensinará algo a quem precise, podendo ir além de uma situação isolada e preparando essas pessoas para futuras buscas e entendimentos informacionais.

Conforme ensinado pelo criador da infoeducação, o professor doutor Edmir Perrotti, a infoeducação proporciona uma leitura ampla do mundo e de como a sociedade é composta. Ao unir infoeducação com transexualidades eu trago o quão amplo é a infoeducação, como ela é pluralista e inclusiva. Socialmente a perspectiva de vida de uma travesti é nem concluir o ensino básico e sempre estar nas esquinas no atendimento adulto, estando sujeitas as mais variadas formas de agressão e subalternização. 

Quando uma travesti rompe com o paradigma do estudo e se forma bibliotecária , ou seja cursou nível superior ela aprende muitas coisas , porém com a infoeducação como parceira de vida as situações e vivencias se tornam mais palatáveis, e é sobre essa relação imbricada entre travestis, escolaridade, ensino e infoeducação que meu livro trata e esclarece. O livro Infoeducação e transexualidades: estudos iniciais é fruto do meu trabalho de conclusão de curso, a obra foi apresentada em 2021 e em 2022 teve sua publicação pela editora Livrologia.

Se quiser adquirir o livro basta acessar o site da editora Livrologia https://livrologia.com.br/ ou me contatar pelo e-mail bagagemliterariadamel@gmail.com

Melissa Maria da Silva – Bibliotecária CRB 8/11213

Workshop Inteligência Artificial – Online

O Conselho Regional de Biblioteconomia 6ª Região (CRB-6) convida a todos os Bibliotecários do Brasill a participar do workshop “Inteligência Artificial Generativa e uso de Prompts”, ministrado pelo Bibliotecário Lucas Martins (CRB-6/3621), no dia 25 de julho, às 19h.

O evento é promovido pela Associação dos Bibliotecários de Minas Gerais (ABMG) com o intuito de possibilitar a capacitação dos profissionais da área de Biblioteconomia e Ciência da Informação, contribuindo para um movimento associativo robusto.

O workshop será em formato digital, ministrado para todo o Brasil, com a parceria do CRB-6. O valor cobrado é de R$ 10 para associados da ABMG e R$ 20 para não associados.

Informações: abmg.gestao021@gmail.com

Curso de Libras – Online

Curso de Libras

📣 Inscreva-se na Segunda Turma do Curso Online de Libras para Bibliotecas!

🔍 Quer aprimorar suas habilidades em Libras e oferecer um atendimento inclusivo em sua biblioteca? Chegou a sua oportunidade!

O que você vai aprender:

Noções básicas de Libras
Vocabulário específico para bibliotecas
Estratégias de comunicação inclusiva
Por que participar?

Atendimento mais acessível e inclusivo
Certificação ao final do curso
Aulas 100% online e flexíveis

📅 Início das aulas: 09/08/2024

📌 Garanta sua vaga agora mesmo!

👉 https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScz5CvkSCiVN9r4uUfh38pgOLRfooS-9eQODOEk6UCOcTxw_g/viewform?usp=pp_url

Não perca essa oportunidade de fazer a diferença! 💬📚

Concurso Bibliotecário – Cruz Alta – RS

A Prefeitura de Cruz Alta, no Rio Grande do Sul, anunciou a realização de um novo concurso público destinado à contratação e formação de cadastro de reserva de profissionais

Cargo: Bibliotecário

Requisito : Ensino Superior Completo em Biblioteconomia e registro no respectivo Conselho de Classe.

Vaga: 01 + CR

Carga Horaria:20 horas

Salário:  R$ 2.280,73

As inscrições devem ser realizadas entre os dias 5 de julho de 2024 e 5 de agosto de 2024, exclusivamente pelo site da Fundatec.

A taxa de inscrição varia entre R$ 50,00 e R$ 110,00, conforme a escolaridade exigida para o cargo escolhido.

Fonte: www.crb10.org.br

Acesso Assessoria Educacional – Fortaleza – CE

Acesso Assessoria Educacional

A EMPRESA

A empresa, especializada para atender nossos “profissionais da informação” e empresas que necessitem de organização documental ou compra de produtos para bibliotecas e arquivos. Ela surgiu da necessidade, que o mercado exigia. Temos profissionais especializados, compatíveis com suas necessidades e produtos que auxiliarão em suas tarefas diárias. Em consequência do mundo globalizado, hoje você pode contar com nossa empresa para adquirir produtos, que até então se restringia a grandes centros comerciais. Firmamos parcerias com empresas para desenvolvemos qualquer produto voltado a sua necessidade diária. Não só trabalhamos com produtos como também, realizamos todo e qualquer serviço em sua empresa na área documental, informacional e educacional.

http://www.acessonett.com.br

Av. Jovita, 843 – Fortaleza – Ceará

Emai: fbf.fbfacesso@hotmail.com

tel: (85) 3281.0077 – 99981.9126

Estágio Arquivologia e Biblioteconomia – Porto Alegre – RS

Órgão: Poder Judiciário/Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região/Diretoria-Geral de Coordenação Administrativa

EDITAL Nº 1/2024

PROCESSO SELETIVO

O Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região torna pública, para conhecimento dos interessados, a abertura de inscrições para o Processo Seletivo destinado à formação de cadastro de reserva de estudantes para o preenchimento de vagas de estágio não obrigatório de ensino superior, nos termos da Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, do Decreto nº 9.427, de 28 de junho de 2018, e da Resolução Administrativa n° 36/2022 do TRT da 4ª Região, mediante as condições estabelecidas no Edital. O Processo Seletivo será realizado sob a responsabilidade do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, com a coordenação técnico-administrativa do Centro de Integração Empresa-Escola – CIEE-RS.

O interessado deverá, comprovadamente, ter integralizado, no mínimo, 20% (vinte por cento) dos créditos para a conclusão de um dos cursos de ensino superior relacionados no Quadro Demonstrativo constante no item 1 deste Extrato do Edital de Abertura, à época da convocação para preenchimento de vaga de estágio.

1. QUADRO DEMONSTRATIVO

1.1 O cadastro de reserva será destinado para o preenchimento das vagas de estágio que surgirem no período de validade do processo seletivo, conforme o quadro a seguir:

Notas:

CR = Cadastro de Reserva para vagas que surgirem ou forem criadas no prazo de validade do Processo Seletivo.

Curso Arquivologia – Cadastro Reserva – Vaga para Porto Alegre

Curso Biblioteconomia – Cadastro Reserva – Vaga para Porto Alegre

2. DO VALOR DA BOLSA ESTÁGIO E DA CARGA HORÁRIA SEMANAL

2.1 A bolsa será paga com base na frequência mensal do estagiário, deduzidas as faltas, as saídas antecipadas e os atrasos injustificados, salvo na hipótese de compensação de horário, devidamente acordado com o supervisor de estágio.

2.2 No momento da convocação, que será realizada de acordo com o subitem 16.3, o candidato manifestará sua preferência com relação ao turno e à jornada de estágio. O TRT da 4ª Região não assegura que a opção apresentada pelo candidato será integralmente efetivada, pois essa definição dependerá do local onde surgir a vaga para estágio.

2.3 No caso de jornada de 6 (seis) horas diárias, haverá um intervalo de 15 (quinze) minutos para repouso e/ou alimentação, e o candidato não terá direito ao pagamento de auxílio-alimentação.

CARGA HORÁRIAVALOR DA BOLSA ESTÁGIO
4 (quatro) horas diárias, totalizando 20 (vinte) horas semanaisR$ 1.035,44 (um mil e trinta e cinco reais e quarenta e quatro centavos)
6 (seis) horas diárias, totalizando 30 (trinta) horas semanaisR$ 1.553,17 (um mil, quinhentos e cinquenta e três reais e dezessete centavos)

3. DO AUXÍLIO-TRANSPORTE

3.1 O estagiário receberá auxílio-transporte no valor de R$ 9,60 (nove reais e sessenta centavos) por dia efetivamente estagiado no mês, na modalidade presencial, independentemente da jornada de estágio escolhida.

3.1.1 Não será concedido auxílio-transporte ao estagiário na ocorrência de faltas, ainda que justificadas, ante a não realização do deslocamento.

3.1.2 O auxílio-transporte será pago no mês posterior ao da competência, quando do pagamento da bolsa-auxílio.

3.1.3 Durante o recesso, o estagiário não tem direito ao recebimento do auxílio-transporte.

4. PERÍODO DE INSCRIÇÕES

4.1 Os candidatos interessados poderão realizar as inscrições no período de 26/06/2024 a 12/07/2024, exclusivamente no site do CIEE: www.cieers.org.br.

4.2 A inscrição é gratuita.

5. DEMAIS INFORMAÇÕES

DATA PROVÁVEL E LOCAIS DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS OBJETIVAS:

5.1 A data provável para realização das provas objetivas é 21/07/2024, em horário a ser definido e publicado no “Edital de data e hora de provas”, com previsão de divulgação em 19/07/2024, no seguinte endereço eletrônico: www.cieers.org.br.

5.2 O Processo Seletivo de Estágio será constituído de prova objetiva realizada na modalidade on-line, composta de 30 (trinta) questões com valores distribuídos conforme o item 11 do Edital.

ÍNTEGRA DO EDITAL: Disponível, no site www.cieers.org.br

CONTATOS: site www.cieers.org.br e telefone (51) 3363-1000.

RICARDO HOFMEISTER DE ALMEIDA MARTINS COSTA

Presidente do Tribunal

edital completo em:

https://www.in.gov.br/web/dou/-/edital-n-1/2024-567762484

Emprego Bibliotecário – São Paulo – SP

Vaga: Bibliotecário (a )

São Paulo – SP – Bairro Pinheiros

Requisitos: Curso superior em Biblioteconomia com registro ativo no CRB.

Desejável experiência em escritórios de advocacia ou consultorias tributárias.

Será considerado como diferencial estar cursando ou concluído Direito.

Benefícios:

Horário: 08:30h às 17:30h (com uma hora de almoço)

VT/VR

Assistência médica

Atividades:

– Elaboração de clippings de notícias e legislação;
– Elaboração de informativo de aquisições de livros e revistas digitais;
– Acompanhamento e divulgação de proposições legislativas federais, estaduais e municipais;
– Acompanhamento e divulgação das decisões do CARF;
– Acompanhamento e divulgação das decisões do TIT/SP;
– Acompanhamento e divulgação das respostas às consultas do SEFAZ/SP;
– Acompanhamento e divulgação das soluções de consulta da RFB;
– Acompanhamento e divulgação das soluções de consulta do município de São Paulo;
– Pesquisa de artigos, jurisprudências e legislações;
– Atualização dos indicadores econômicos;
– Controle de empréstimo e devolução de livros e revistas;
– Controle de renovação de assinaturas;
– Elaboração de lista de lançamento de livros para aquisição;
– Acompanhamento dos pedidos de compra de livros;
– Catalogação, classificação e indexação de livros e artigos de revistas;
– Inventário de acervo de livros e revistas;
– Elaboração do manual da biblioteca;
– Treinamento dos novos colaboradores quanto ao uso da biblioteca.

Os interessados devem enviar CV para rh@brga.com.br com assunto: Vaga – Bibliotecária.

Gestão de Arquivo Digitais

Gestão de Arquivos Digitais
Gestão de Arquivos Digitais

ACERVOS DIGITAIS

O que são acervos digitais?

Acervos digitais são coleções de materiais ou conteúdos que foram digitalizados ou criados originalmente em formato eletrônico. Eles podem incluir uma ampla variedade de itens, como livros, periódicos, fotografias, manuscritos, gravações de áudio, vídeos, documentos governamentais, arquivos históricos, entre outros tipos de materiais.

Os acervos digitais têm se tornado cada vez mais relevantes para instituições culturais, educacionais e de pesquisa, pois permitem o acesso remoto às coleções, a preservação da memória e do patrimônio cultural, e a disseminação do conhecimento de forma mais ampla e democrática.

O que é a gestão acervos digitais?

A gestão de acervos digitais abrange a administração e organização de coleções de conteúdo digital, como documentos, imagens, vídeos, áudios e outros tipos de arquivos eletrônicos. Esse processo envolve a catalogação e indexação dos itens digitais, a definição de metadados para facilitar a recuperação da informação, a preservação da integridade e autenticidade dos arquivos ao longo do tempo, além do estabelecimento de políticas para o acesso e uso desses materiais. Esses acervos são organizados e armazenados em formatos digitais, podendo ser acessados e consultados por meio de dispositivos eletrônicos, como computadores, tablets e smartphones.

A gestão de acervos digitais também inclui a implementação de sistemas de gerenciamento de conteúdo, a garantia da segurança da informação, o controle de versões e atualizações, e a promoção da acessibilidade e usabilidade dos conteúdos para os usuários finais o que envolve diversos aspectos importantes, tais como a organização e preservação de conteúdo digital, a garantia de acesso e segurança da informação, isso envolve:

  • A padronização de metadados para facilitar a recuperação de informações,
  • A criação de políticas de preservação digital,
  • A gestão de direitos autorais
  • E a adoção de boas práticas de arquivamento e backup.

Além disso, é crucial considerar a usabilidade e acessibilidade do acervo digital, a interoperabilidade entre sistemas e plataformas, bem como a estratégia de longo prazo para manutenção e atualização do acervo. A segurança da informação e a proteção contra perda de dados também são pontos críticos na gestão de acervos digitais.

Quais os benefícios dos acervos digitais?

Alguns dos principais benefícios incluem:

Acessibilidade: Os acervos digitais permitem o acesso remoto aos materiais, ampliando a disponibilidade e facilitando a consulta por parte de um público mais amplo, inclusive pessoas com restrições de mobilidade.

Preservação: A digitalização de materiais permite a preservação e conservação de documentos históricos, raros e frágeis, reduzindo o desgaste causado pelo manuseio frequente.

Disseminação do conhecimento: A digitalização e disponibilização de acervos ampliam a disseminação do conhecimento, permitindo que pesquisadores, estudantes e interessados tenham acesso a informações e recursos que de outra forma estariam restritos a um local específico.

Indexação e busca facilitada: Os acervos digitais podem ser indexados e catalogados de forma a facilitar a recuperação da informação, permitindo buscas mais eficientes e precisas.

Interatividade e enriquecimento de conteúdo: Por meio da integração de recursos multimídia, links relacionados e ferramentas interativas, os acervos digitais podem enriquecer a experiência do usuário, proporcionando um ambiente mais dinâmico e informativo.

Por fim, é importante estar atento às mudanças tecnológicas e legislativas que impactam a gestão de acervos digitais, buscando sempre atualizar-se e adaptar conforme as necessidades do ambiente digital em constante evolução. A adoção de boas práticas e o acompanhamento das tendências tecnológicas são essenciais para uma gestão eficaz de acervos digitais.

Daniele Hutt – Bibliotecária – CRB-9/2152

Bacharel em Biblioteconomia – Claretiano – Centro Universitário

Pós Graduação em Gestão de Bibliotecas Escolares – Claretiano – Centro Universitário

MBA em Gestão de Pessoas e Recursos Humanos – Focus Faculdade

Contatos:

E-mail: papiros.biblio@gmail.com

Instagram: @ papiros.biblio

Whatsapp: (45) 99800-4337