O oceano azul da biblioteconomia

Qual seria o “Oceano Azul” da Bibllioteconomia?

A informação é um item valioso e disputado por varias profissões, todas querem ter os melhores serviços, aquelas que conseguem criar valor com seu trabalho, garantem empregabilidade e bons salarios , lucros.

A estratégia do Oceano Azul é “noncustomers first”, achar nichos criando serviços novos onde ainda não existe concorrencia e fidelizar este publico.

A biblioteconoma precisa ser uma alternativa neste mundo de fake news onde verdades são firmadas porque tiveram milhões de visualizações, mas não se sustentam em qualquer fato ou comprovação histórica.

A tradicional entrevista de referencia, apoiada por um bom acervo, poderiam ser a solução. É claro que irão dizer que “dar um google” tem o mesmo efeito, mas o importante é construir a imagem que o bibliotecario é aquele profissional que irá mostrar que toda noticia ou informação tem lado, que não existe informação isenta.

É necessario saber identificar a origem da fonte , ser capaz de oferecer outras visões do mesmo fato. O mundo atual esta muito dividido, polarizado, onde cada lado tem milhares de argumentos, muitos sem qualquer respaldo alem de ser popular.

O Oceano Azul da biblioteconomia seria tornar a nossa profissão a solução para as pessoas que procuram a informação sem ideologias, um local onde recebam orientação de como entender os diferentes lados, onde terão apoio especializado para contruir as suas convicções e assim não se sentirem perdidos nesta aldeia global onde o meme vira verdade e a verdade ninguem acredita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *